A Autoestima da pessoa com deficiência.
 
Existem duas formas de ser uma pessoa com deficiência:congênita ou adquirida.
Para a pessoa que nasce com a deficiência,a socialização ocorre conforme seu desenvolvimento,as amizades,relacionamentos são construídas com a inclusão da deficiência.
Quando a deficiência é adquirida,ou seja,depois de terem construído suas relações dentro do contexto onde não havia essa condição,será preciso construir novos padrões de relacionamento.
Em um mundo que estipula o belo como “perfeito”,a deficiência pode se tornar uma marca de exclusão dos conceitos estéticos de beleza,e um dos primeiros impactos diante de uma deficiência é sobre a autoestima.
A inclusão de uma pessoa com deficiência no mercado de trabalho,na luta pela vida,e no prazer de viver está instrínsicamente ligada à forma como ela se enxerga,como se considera bonita,forte e flexível.
Creio que a autoestima é importante para todos,precisamos nos considerar as pessoas mais “importantes”do mundo para conseguirmos enfrentar nossos problemas.
É,não é fácil,mais ninguém disse que seria….
A verdade é que,ao olharmos para nós mesmos,dá o mesmo trabalho manter um pensamento derrotista ou um pensamento positivo,a diferença é que,se pensarmos de forma derrotista,a nossa meta fica mais longe e mais difícil de ser atingida.
 
Então,vou propor um desafio:PARE POR 5 MINUTOS E PENSE EM TODAS AS SUAS QUALIDADES….
PRONTO?
AGORA PENSE EM UMA META TANGÍVEL,UM SONHO QUE PODE SER ALCANÇADO,UM EMPREGO,UMA FACULDADE,UMA ATIVIDADE…
PRONTO???
AGORA MÃOS À OBRA!!!!!!!!!!! TRACE O QUE VOCÊ PRECISA FAZER PARA CONQUISTAR A SUA META E LEMBRE-SE:
 
O SER HUMANO É INFINITO EM SUAS POSSIBILIDADES!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

oração do deficiente!

Uma grande preocupação atual o limite...